segunda-feira, 18 de julho de 2005

A cidade...no regresso.

I Will kiss thy mouth
Do fundo da cisterna
a tua voz eleva-se e nenhuma
masmorra abafa este ardor por ela aceso, no derradeiro véu,
a minha pele. Nem as proféticas
maldições, nem o teu repúdio,
nem a luxúria do tetrarca
me impedem de cumprir
o mandamento primeiro
da paixão: a colheita
da tua face.

3 comentários:

N disse...

Home sweat home

Ana disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ana disse...

Sabes, nenhum lugar me desperta o "Amor" como esta cidade linda. Adoro vaguear pelas ruas, adoro os jardins de serralves...