segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Lou Reed

Oh, it's such a perfect day
I'm glad I spend it with you
Oh, such a perfect day
You just keep me hanging on
You just keep me hanging on

Hoje acordei com esta música no ouvido, ou melhor no pensamento, e encontrei uma versão que gostei bastante. Vejam aqui

Já lá vão 13 anos...

Versão II

para Jorge Sousa Braga

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Afinal era a cobra envenenando...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Candi Stanton,"You got the love" Vs Massive Attack,(unfinished symphony).

Florence + The Machine - You've Got the Love


Esta música já tem alguma idade, mas renasceu. O original é de Candi Staton

das duas uma:

ANÁLISE
Tão abstrata é a idéia do teu ser
Que me vem de te olhar, que, ao entreter
Os meus olhos nos teus, perco-os de vista,
E nada fica em meu olhar, e dista
Teu corpo do meu ver tão longemente,
E a idéia do teu ser fica tão rente
Ao meu pensar olhar-te, e ao saber-me
Sabendo que tu és, que, só por ter-me
Consciente de ti, nem a mim sinto.
E assim, neste ignorar-me a ver-te, minto
A ilusão da sensação, e sonho,
Não te vendo, nem vendo, nem sabendo
Que te vejo, ou sequer que sou, risonho
Do interior crepúsculo tristonho
Em que sinto que sonho o que me sinto sendo.
Fernando Pessoa, 12-1911

ou o senhor era grande alma ou consumia algumas coisitas, poucas!!

NOTA: para que conste, gosto bastante dele mas não resisti à piada...e não chamaria Análise mas sim Labirinto

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Porque tenho Coroa de Rei?
É algo que bem não sei
Deram-me um bastão pra mão
Vestiram-me com armação

E o Pajem a sorrir:
- Majestade, pra rua ides partir
Pelo Povo, com razão
E oferecer o Coração

Dizem-me se estou errado?
Ou só triste e amargurado?
Rei sem nome? Rei sem cor?
Não achais que é muita dor?

Majestade ides ver
Tudo se vai resolver
Há sempre uma solução
pra içar o nariz do chão

Enfrentai o vosso povo
Ele vos há-de ajudar
o que precisais fazer
É simplesmente falar

Encaminhai-vos pra varanda
O Povo espera a demanda
- Ó meninos deste reino
Querem já fazer um treino??

grita o pajem:
-Tragam o lápis e o papel
que está preso com cordel
Diz o Rei mais animado:
- que bem agem meus meninos
e tudo tão educado

Dai-me um nome por favor
que eu dar-vos-ei uma flor
Pode cor na minha face
pra me avivar como alface

Obrigado por me ouvirdes
E escutardes as minhas preces
Hei-de ter nome e ter cor
E amar-vos com eplendor!!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

" Está tudo tão calmo que parece quase impossível. Mas impossível porquê? Porque (por que???) há sempre uma voz, um telemóvel a quebrar essa paz, essa calma. Há a voz dos políticos a quebrar a paz do povo com economias estridentes; há o vizinho do lado com o ranger de dentes da porta. Talvez fosse bom levar a porta ao dentista e conjuntamente, a nossa política, que bem precisa de um tratamento b(v)ocal."

(H)eter



Na pausa do café esqueço a escrita, deito as letras na chávena, esqueço a caneta lá dentro e tinjo a água de café...


Rápido, subo o alfabeto para mais uma varanda de palavras.