sexta-feira, 2 de março de 2007

o Homem, o infiel amigo!

Pensavam vocês que eu iria aqui abordar a questão homem-mulher e vice versa?!
Não, nada disso, vou falar do fiel amigo do homem e do seu maior inimigo, ou falso amigo.




o cão,

este

fiel amigo de caminhadas e brincadeiras. Cão sem dono, cão de rua mesmo, era um "sinhor". Espantosa a capacidade que tinha de andar pela rua sem darmos por ele, dessa proeza adveio o nome porque todos nós o identificávamos e ele próprio se identificava: SOMBRA. Quando menos esperávamos já estava ele a trincar-nos, carinhosamente, as mãos.


Polémica com os cães de rua! Há que abater os cães sem dono, decisão camarária!


o Sombra, graças à amiga Susana, escapa ileso! Continua a acompanhar-nos em algumas caminhadas e sempre pela praça.


Depois das férias de verão de 2006, chega-nos a triste noticia que o sombra havia sido envenenado... ... ... pelo seu infiel amigo...





1 comentário:

boleia disse...

sao amigos, de facto, unicos!