sexta-feira, 30 de novembro de 2007

"Ana Quer"


"A Ana quer
nunca ter saído da barriga da mãe
cá fora está-se bem
mas na barriga também era divertido
o coração ali à mão
os pulmões ali ao pé
ver como a mãe é
do lado que não se vê

O que a Ana mais quer ser
quando for grande e crescer
é ser outra vez pequena
não ter nada que fazer
não ser pequena e crescer
de vez em quando nascer
e voltar a desnascer
a Ana quer..."
(música do Bando dos Gambozinos
letra de Manuel António Pina)

1 comentário:

deep disse...

Não é preciso ser-se Ana para ter desejos desses!!!

Gostei: do poema e desses "mininos" pezudos e de olhos esbugalhados!!!


Beijocas e, se não nos falarmos, BOM FIM-DE-SEMANA